14 de julho de 2020

Com apoio de Bolsonaro, SBT se encaminha como nova casa do futebol brasileiro nos próximos anos



O SBT, após 17 anos de uma guerra histórica pelos direitos do “Campeonato Paulista” com a Globo, poderá ser nos próximos anos a nova casa do futebol brasileiro. A vingança do presidente Jair Bolsonaro contra a Globo almeja acabar com o monopólio da emissora num dos seus maiores trunfos de audiência e faturamento, o futebol que fatura cerca de R$ 3 bilhões ao ano para o Grupo Globo.
Se não bastasse ter o genro Fábio Faria como ministro das Comunicações, Silvio Santos agora conta também com uma outra ajuda política e legal. Nas últimas semanas, o governo Bolsonaro assinou a MP 984, dando autorização à equipe mandante de vender os direitos de transmissão dos seus jogos, o que em tese, dificultará o monopólio global do esporte mais amado pela maioria dos brasileiros. A Medida Provisória 984 tem que ser referendada pelo Congresso em até 120 dias.

SBT é aposta de Bolsonaro contra monopólio da Globo no futebol.

Na próxima quarta-feira (15/07), às 21h00, o SBT transmitirá para todo território nacional a grande final do “Campeonato Carioca”. O clássico Fla-Flu é uma parceria da emissora com o Flamengo, mandante da partida contra o Fluminense. A equipe rubro-negra não firmou contrato com a Globo e transmitiu seus jogos pela FlaTV no YouTube, fazendo com que a Globo quebrasse o contrato com a Federação Carioca e desistisse do Cariocão 2020. A transmissão terá divisão de custos e lucros entre SBT e Flamengo. A parceria, caso se apresente como vitoriosa pode fazer com que o SBT se torne em 2021 o novo canal do “Campeonato Carioca”.
SBT retornou transmissões de futebol com a Copa do Nordeste.
Desde 2017, o SBT mantém contrato de exclusividade com a “Copa do Nordeste”. O SBT Nordeste firmou parceria até 2022 para exibição dos jogos nas afiliadas da região. Além de excelente faturamento, as partidas chegam a liderar a audiência em praças como Fortaleza, Recife e Salvador. Caso não seja renovada com todos os times participantes, a “Copa do Brasil” encerra exclusividade com a Globo em 2022, quando outras emissoras poderão utilizar o novo entendimento para negociação dos direitos de transmissão diretamente com clubes, isoladamente.
Promovidos para a primeira divisão no ano passado, Coritiba e Red Bull Bragantino ainda não assinaram contratos para televisão aberta e pay-per-view no Brasileiro. O Coritiba vendeu a fechada para a Turner e a aberta para a Globo apenas para a temporada 2020. Sendo assim, mantido o entendimento da MP 984, o SBT poderia transmitir todos os jogos mandantes de Coritiba e Bragantino de 2021 a 2024, caso firmasse parceria com os dois times. Exceto os dois clubes citados, todos os demais possuem contrato com a Globo até 2024. Mesmo assim, caso fosse do interesse de uma emissora como o SBT em firmar contrato com Coritiba e Bragantino, a emissora teria o direito de transmitir até 38 jogos do “Campeonato Brasileiro”, incluindo partidas como Coritiba X Corinthians e Bragantino X Flamengo, por exemplo. Com o novo entendimento, a equipe visitante deixa de ter participação no direito das transmissões.
Enquanto isso, alegando prejuízos com as Copas do Mundo em que adquiriu com exclusividade, a Globo trava nos bastidores um imbróglio jurídico com a Fifa, o que pode resultar no fim de um casamento que já dura 50 anos. A última Copa transmitida pelo SBT foi a de 1998. Outrora, a Copa de 2022 poderá ser a última da parceria Globo-Fifa. O grupo de mídia conseguiu em junho uma liminar na 6ª Vara Empresarial da Justiça do Rio de Janeiro para não pagar de forma imediata o valor de US$ 90 milhões, referente a uma parcela do contrato de direitos de transmissão celebrado para o período entre 2015 e 2022. O caso deverá ser julgado na Justiça da Suíça, onde foi firmado o acordo entre as partes.
Mantida a lógica da MP 984, o SBT e outras emissoras abertas podem ficar atentas aos campeonatos estaduais. A Globo havia renovado o Carioca até 2024, mas rompeu contrato por “quebra de exclusividade”. Os direitos exclusivos do “Campeonato Paulista” acabam em 2022, junto ao Campeonato Pernambucano. Em 2021, acabam as exclusividades dos campeonatos Mineiro e Gaúcho. Para o próximo ano, a Globo já não terá os campeonatos Baiano, Cearense e Paranaense (esse hoje com a DAZN) – caso não haja renovação contratual até lá.

Bastidores da TV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.