COUTHÉ SOUND DIGITAL, DEIXA SEU CARRO MUITO MAIS LEGAL

COUTHÉ SOUND DIGITAL, DEIXA SEU CARRO MUITO MAIS LEGAL

3 de novembro de 2018

Bolsonaro diz que "não faz sentido manter relações diplomáticas com Cuba".



Sustentando os discursos que tem feito ao longo de sua carreira como parlamentar, o agora presidente eleito Jair Bolsonaro manteve suas opiniões sobre as relações do Brasil com Cuba numa entrevista publicada nesta sexta-feira pelo jornal "Correio Braziliense", nesta sexta-feira, 02.
O presidente eleito disse que "não faz sentido manter relações diplomáticas com Cuba" porque a ilha desrespeitou os direitos humanos e ainda criticou o o modelo do programa "Mais Médicos". Cerca de 11.420 médicos cubanos trabalham em regiões pobres ou remotas do Brasil, mas a maior parte de seus vencimentos são enviados para Cuba.
Segundo Bolsonaro, Cuba só repassa aos médicos 75% do valor de seus salários  e o governo da ilha ainda não autoriza os profissionais a trazerem seus filhos para o Brasil.

Enquanto Bolsonaro doa mais de R$ 1 milhão de sobra de campanha para hospital, PT pede doações para cobrir rombo da campanha de Haddad.



Há poucos dias, o presidente eleito Jair Bolsonaro, PSL, afirmou que pretende doar cerca de R$ 1.5 milhão referente a sobras de campanha para  a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Segundo Bolsonaro, a cidade tornou-se sua segunda cidade natal por considerar que nasceu de novo naquele local, graças à atuação da equipe média que o atendeu prontamente, logo após um atentado à faca praticado por Adélio Bispo de Oliveira, durante ato de campanha na cidade no mês de setembro.
Enquanto Bolsonaro pretende doar uma pequena fortuna de sobra de sua campanha, considerada a mais barata entre a maioria dos candidatos que disputaram com ele o cargo de presidente da República nas eleições de outubro, o PT quer dinheiro.
O candidato derrotado do partido, Fernando Haddad, foi às redes sociais para pedir dinheiro para pagar dívidas da campanha do PT. O partido informa que as doações podem ser feitas por pessoas físicas, por meio de plataformas online

Dirceu diz que programas diurnos sobre casos de polícia 'plantaram as sementes para o Bolsonaro ter essa votação'.



Ainda atordoado com a derrota do PT nas urnas, o grande articulador do partido e ex-ministro José Dirceu tentou encontrar explicações para a vitória do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de outubro. Em entrevista publicada na ISTOÉ, o mensaleiro condenado afirmou que "Os programas diurnos sobre a questão policial e do crime instigam essa mentalidade que o Bolsonaro representa. Os programas plantaram as sementes para o Bolsonaro ter essa votação".
O governo de Bolsonaro nem começou ainda e Dirceu já prega na entrevista que o Brasil precisa de uma repactuação e diz que “Se eles não concordarem, vai acontecer o mesmo que aconteceu à ditadura militar: uma hora ela cai”.

Jean Wyllys reclama que se tornou um prisioneiro por medo de ameaças e leva uma bela invertida.



O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) reclamou esta semana sobre ameaças que estaria sofrendo nas Redes Sociais e relatou à repórter Bela Megale, do O Globo, que vive hoje em dia em um “cárcere privado” por causa de “ameaças que recebeu de apoiadores” do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), durante a campanha eleitoral.
O deputado do PSOL disse ao GLOBO que foi transformado em "pária" pela campanha de Bolsonaro e que hoje vive em "cárcere privado" por estar sob permanente proteção policial, devido, segundo ele, a ameaças que recebeu de apoiadores de Bolsonaro.
Desafeto de Bolsonaro, Wyllys chegou a cuspir no colega de parlamento durante a votação do impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara, em 2016. Desde então, o deputado do PSOL se tornou um arqui rival de Bolsonaro, a quem se refere como maldiro, fascista, etc.

Pai de Gabriela Hardt, a juíza que pode assumir lugar de Moro, trabalhou na Petrobras e diz que quadrilha do Lula roubou futuro da empresa.



Apesar de ser ver livre do juiz Sérgio Moro, que deixa a 13.ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná, para assumir o ministério da Justiça e Segurança Pública, o ex-presidente Lula não tem nenhum motivo para comemorar.
A juíza Gabriela Hardt, provável substituta de Sérgio Moro na Vara que julga dois processos contra Lula, é filha de um engenheiro químico muito ressentido com o assalto do PT na Petrobras.
Nascida em Curitiba, a base da Lava Jato, Hardt foi registada e criada em São Mateus do Sul, a pequena cidade que tem como sede uma agência da Petrobras, onde o pai trabalhava. Jorge Hardt, engenheiro químico, chegou a desabafar na rede social Facebook que "a quadrilha do Lula instalada na Petrobras não roubou só bilhões [milhares de milhões], roubou o futuro da empresa".

Lula no presídio. Ministro João Otavio de Noronha, presidente do STJ, defende transferência do petista para prisão comum.



O ex-presidente Lula completou esta semana 200 dias de detenção. O petista cumpre pena numa sala especial no quarto andar do prédio da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde o dia 07 de abril. Segundo reportagens publicadas na imprensa, o custo diário da prisão de Lula é de cerca de R$ 10 mil. Quatro agentes federais se revesam em turnos na guarda do ex-presidente.
Na semana passada, o ministro João Otavio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), afirmou que a aplicação da Justiça pressupõe igualdade de tratamento, por isso defendeu que Lula deveria cumprir sua pena em um presídio, como qualquer apenado, sem a regalia da cela especial onde se encontra.
Como qualquer outro
“Esse cidadão” – disse Noronha, referindo-se a Lula – “deveria cumprir sua pena normalmente, como qualquer outro, em uma prisão”. embora tenha ressaltado a necessidade de manter o ex-presidente em uma prisão digna, Noronha informou que sua preocupação é com o precedente. Ou daqui a pouco “réus traficantes” podem pedir isonomia de tratamento.

31 de outubro de 2018

DOMINGO MAIS UM SHOW DE TRANSMISSÃO DO INTERMUNICIPAL 2018.


Câmara Municipal de Ibicaraí: Assinatura de convênio para construção de 200 casas populares é assunto durante sessão.



Na manhã da última quarta-feira, dia 31 de outubro, os edis ibicaraienses reuniram-se para mais uma Sessão da Câmara Municipal. Dando início à sessão, o diretor legislativo, Moisés Messias, realizou a leitura da ata da sessão anterior e a mesma teve aprovação por unanimidade.
Após a leitura do expediente, o vereador Aroldo Melo deu início aos pronunciamentos, informando que realizou uma visita ao posto médico do CAPS, juntamente com os vereadores Zuza e Flávio, afirmou que durante a visita encontraram diversos problemas no posto, o vereador reclamou da falta de medicamentos e da falta de um médico psiquiatra, solicitou ao Poder Executivo que a situação seja sanada com urgência. Cobrou agilidade no funcionamento do setor de Raios-X e na realização de exames laboratoriais no hospital municipal. Pra finalizar, solicitou a instalação de quebra-molas nas avenidas da cidade, para que sejam evitados acidentes automobilísticos.

30 de outubro de 2018

Primeira entrevista de Jair Bolsonaro.

Bolsonaro diz que convidará Sérgio Moro para ministro da Justiça ou o indicará para o STF.



Presidente eleito afirmou ao JN que Constituição será 'bíblia', que é 'totalmente favorável' à liberdade de imprensa e que fala na qual se referiu a 'marginais vermelhos' foi 'desabafo'.
O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou na noite desta segunda-feira (29), em entrevista ao vivo ao Jornal Nacional, que convidará o juiz federal Sérgio Moro para ser o futuro ministro da Justiça ou então o indicará para uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal.
"Pretendo convidá-lo para o Ministério da Justiça ou – seria no futuro – abrindo uma vaga no Supremo Tribunal Federal, na qual melhor ele achasse que poderia trabalhar para o Brasil", afirmou Bolsonaro.
Na entrevista, além da questão sobre Sérgio Moro, o presidente eleito respondeu a perguntas sobre outros cinco temas:
William Bonner - Nesta edição especial do Jornal Nacional, nós temos a presença do 38º presidente da República Federativa do Brasil, Jair Messias Bolsonaro. Presidente, muito boa noite.

29 de outubro de 2018

Web Rádio ABN, cada vez mais se firmando na audiência esportiva.


Confira o nosso 11º Programa Show do ABN.


Lula Brandão e representantes da CEF visitam local onde serão construídas 200 casas em Ibicaraí.



O prefeito de Ibicaraí, Lula Brandão, recebeu na tarde da última sexta-feira, dia 26 de outubro, em seu gabinete, os representantes da Caixa Econômica Federal (CEF) Roberto Celestino, Gerente da GIHABIT; Antonio Almeida, Gerente Regional de Construção Civil; Alberto Catarino, Gerente Regional de Governo; Murilo Magalhães, Gerente da Habitação e Jaqueline Amaral, Assistente de Projetos Sociais. Na oportunidade o prefeito estava acompanhado de secretários municipais e vereadores.
A visita foi para tratar dos detalhes finais para a assinatura do contrato com a Caixa Econômica Federal e falar sobre o empreendimento e como a obra transcorrerá após a assinatura da documentação. A construção dessas 200 moradias, denominadas de Residencial Salgado, Etapas 01 e 02, será através do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), no âmbito do Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU), integrante do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV).