LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

6 de julho de 2016

Cristiano Ronaldo faz gol, dá assistência involuntária e conduz Portugal à final da Euro.


Craque português vence confronto com Gareth Bale, manda galeses para casa e volta a disputar título da Euro 12 anos depois da decepção em casa na final
Mais uma vez a segurança deu bobeira na Eurocopa. Antes do pontapé inicial para Portugal x País de Gales, nesta quarta-feira, em Lyon, em jogo válido pela semifinal, dois garotos que estavam no gramado correram em direção a Cristiano Ronaldo. O astro português chegou a levar um susto com a presença dos fãs, que pediram para tirar fotos. Ambos estavam vestidos com roupas que tinham o símbolo oficial da Eurocopa, e participaram da apresentação no campo antes da partida.

Poucos são os que têm uma segunda chance de ouro na vida. O iluminado Cristiano Ronaldo conquistou a sua nesta quarta-feira. No Stade des Lumières, 12 anos depois da decepção da derrota na final da Eurocopa em casa, o agora trintão brilhou com um gol e uma assistência diante do País de Gales, num intervalo de três minutos, aos quatro e sete do segundo tempo, garantindo a vitória por 2 a 0. Aos 31 anos, vai tentar de novo dar o primeiro título para sua seleção no domingo, contra Alemanha ou os anfitriões franceses. Bale? Foi coadjuvante e vai embora para casa com os britânicos celebrar a boa campanha como estreante no torneio.
Desfalcado do seu principal armador Ramsey, suspenso, o País de Gales entrou bem fechado, com três zagueiros, apostando muito mais nos contra-ataques. Conseguiu neutralizar Cristiano Ronaldo no início, acabou tendo até mais posse de bola e a melhor chance, num chute de Bale defendido por Rui Patrício, aos 22. Os lusos finalizaram mais (cinco a três), só que CR7 conseguiu apenas fazer um bom pivô para João Mário entrar na área e chutar perto da trave, aos 15, e uma cabeçada torta, aos 44.
O que faltou de emoção no primeiro tempo, sobrou nos dez minutos iniciais do segundo. Avassalador, Portugal abriu o placar e ampliou. Logo aos quatro, Cristiano Ronaldo subiu muito e testou forte para a rede. Pouco depois, aos sete, o craque chutou de fora da área e acabou dando um assistência para Nani desviar. Os galeses sentiram em campo, e Chris Coleman trocou centroavantes, mexeu mais na parte ofensiva, só que não conseguiu muito mais do que as tentativas solitárias de Bale em conclusões de fora da área.
Maioria no estádio, os galeses foram abafados pelos portugueses organizados atrás de um dos gols. Com canções novas, adaptando as palmas com gritos dos islandeses, cantaram bem mais durante o jogo. Os britânicos só foram mais ouvidos mesmo ao fim, quando os jogadores foram saudá-los na saída de campo. Aplaudidos pela torcida adversária, cantaram pela última vez "Don't take me home. I don't want to go to work. I want to stay hear, and drink all the beers. Please don't take me home". E foram afogar as mágoas de estreantes que foram mais longe do que qualquer outro na Eurocopa.
Mais uma vez a segurança deu bobeira na Eurocopa. Antes do pontapé inicial para Portugal x País de Gales, nesta quarta-feira, em Lyon, em jogo válido pela semifinal, dois garotos que estavam no gramado correram em direção a Cristiano Ronaldo. O astro português chegou a levar um susto com a presença dos fãs, que pediram para tirar fotos. Ambos estavam vestidos com roupas que tinham o símbolo oficial da Eurocopa, e participaram da apresentação no campo antes da partida.

 Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.