CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE AGORA O APLICATIVO DA NOSSA WEB RÁDIO ABN.

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

20 de junho de 2015

Neymar é suspenso por 4 jogos e é multado em US$ 10 mil.


O Tribunal Disciplinar da Conmebol decidiu suspender Neymar por quatro jogos devido à expulsão do atacante do Barcelona no jogo contra a Colômbia, pela segunda rodada da Copa América. Com isso, a princípio, o atacante está fora da competição sul-americana. A CBF ainda poderá recorrer da decisão.
Além da punição das quatro partidas, Neymar também recebeu uma multa de US$ 10 mil. A CBF tem a partir deste sábado para recorrer da decisão do tribunal com um recurso no Comitê de Apelações, presidido pelo equatoriano Guillermo Saltos. Após analisar a súmula, documento assinado pelo árbitro chileno Enrique Osses, imagens e defesa da CBF, foi decidida pela punição do brasileiro. De acordo com o juiz, Neymar teria dado uma bolada em Armero, tentado dar uma cabeçada em Murillo e ainda o ofendido já no túnel para os vestiários. O atacante teria esperado o juiz dentro do local para isso. A defesa da entidade brasileira disse que Neymar foi irritado pela arbitragem durante a partida. Segundo o relato, a CBF acusou os árbitros de hostilizarem o atacante do Barcelona. O brasileiro recebeu o segundo cartão amarelo no torneio e um vermelho direto por conduta antiesportiva e, pelo regulamento da competição, teria de acumular as suspensões.

Previamente, no entanto, a Conmebol anunciou na quinta-feira, em comunicado confuso e depois de trocar as versões, que previamente o brasileiro só pegou uma partida de gancho por enquanto, algo que contradiz o próprio regulamento. A decisão foi comandada pelo uruguaio Adrian Leiza, vice-presidente do Tribunal Disciplinar da Conmebol. Leiza é quem comanda o caso de Neymar porque o presidente do Tribunal Disciplinar é o também brasileiro Caio Rocha. Ele e o colombiano Orlando Moraes não participaram do caso - porque a expulsão aconteceu contra a Colômbia. O boliviano Alberto Lozada, outro membros do Tribunal Disciplinar, atuou com Leiza na reunião. Enquanto o Tribunal Disciplinar da Conmebol decidia o futuro de Neymar, em um hotel na região de Las Condes, o jogador participava do treinamento comandando por Dunga no Centro de Treinamento da Universidad de Chile, em La Cisterna, região metropolitana de Santiago. Mesmo vetado para o jogo de domingo, o atacante do Barcelona realizou o treino tático. Para a vaga de Neymar, o técnico Dunga lançará mão de Philippe Coutinho. A dúvida fica por conta do substituto do barrado Fred: Robinho e Douglas Costa foram testados na vaga nesta sexta-feira. (Uol)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.