CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE AGORA O APLICATIVO DA NOSSA WEB RÁDIO ABN.

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

23 de junho de 2015

Ministro Da Justiça Defende Plano De Acesso A Internet Para Detentos E Presídios Federais.


Brasília – O Ministro da Justiça, o excelentíssimo sr. Eduardo Cardozo, levou ao congresso uma sugestão de medida um tanto quanto controversa.
Segundo ele, para diminuir a desigualdade social em sua completa amplitude, ele sugeriu um plano de expansão de serviços de internet gratuita em todos os presídios do Brasil.
“Existem muitos pequenos empresários do tráfico e de outros ramos que se encontram impedidos de continuar tocando seus pequenos empreendimentos em virtude dessa condição de enclausuramento. Essa medida visa permitir que detentos facilitem suas comunicações com familiares, advogados, demais envolvidos no crime, ops, colaboradores, para que as famílias desses indivíduos não se vejam desamparadas financeiramente, de súbito”, diz o Ministro.
A proposta diz ainda que cada presidiário deve ter direito a um plano de internet de download ilimitado e que seja compatível com redes 3G ou 4G, pois nos presídios não é permitido acesso a computadores.
Na visão do Ministro Cardozo, é uma hipocrisia que se proibam computadores sabendo que a maioria dos presídios permite, ainda que irregularmente os smartphones.
“Cada cela deveria ter tomadas USB para carregarem seus smartphones. Está previsto um roteador 5G em cada bloco de 12 presidiários, para assegurar uma velocidade de 60 Mbps para cada usuário, suficiente para chamadas via Skype, Facetime, Whatsapp e videoconferências.” conclui.
Cardozo O Ministro também apontou um estudo onde seria ampliado o auxílio reclusão para R$ 2.800, “pois o valor anterior de cerca de R$ 900 reais é insuficiente para se manter”, e o governo iria financiar smartphones de última geração para todo os detentos do Brasil.
A medida também diminuiria o custo para o SUS, pois anualmente são gastos mais de R$21 milhões em cirurgias para retiradas de celulares e carregadores do ânus de pessoas que tentam entregar aparelhos e drogas dentro dos presídios.

“Seria algo pioneiro no mundo”, sorriu orgulhoso o Ministro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.