LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

3 de outubro de 2014

Mais da metade dos votos para deputados estaduais em Ibicaraí em 2010 ficou com apenas três candidatos..

Dois terços (66%) dos votos nominais para deputado estadual na última eleição ficaram com três nomes: Rosemberg Pinto, Bruno Reis e Augusto Castro. Juntos, os três abocanharam 6.869 votos de um total de 10.466 direcionados a algum nome para deputado estadual em Ibicaraí. Só Rosemberg e Bruno Reis somaram sozinhos praticamente metade dos votos nominais.
Os números dão a medida da importância dos apoios políticos locais na eleição para deputados. Em outros municípios baianos a situação ocorreu de maneira muito semelhante.
Em 2014, os três mais votados de 2010 em Ibicaraí voltaram a oferecer o nome às urnas. E, novamente, com o apoio de políticos locais. A diferença é que agora a concorrência aumentou, para estadual e federal, com a presença de mais candidatos, como Antonio Britto, Carlos Sobral, Davidson Magalhães e Ângela Souza, entre outros, que também têm apoios locais.
---------------------------------------------------------------
OPINIÃO: os reais problemas do município ninguém discute
O resultado da votação para deputados, tanto estaduais como federais, é a métrica mais evidente da força dos políticos locais para uma futura disputa municipal. A elite política local mede forças na votação dos deputados de olho no breve futuro. A eleição dos deputados pode garantir a chegada de recursos estaduais e federais na administração do município e dar prestígio aos políticos. Mas os eleitores também estão começando a pensar melhor e podem mexer nessas contas.
A falta de interesse dos ibicaraienses pelos eventos políticos organizados para divulgar os nomes dos candidatos indica que os políticos locais devem se esforçar mais em 2014 do que se esforçavam no passado. Nenhum grupo político conseguiu se orgulhar até o momento do tamanho do rebanho atraído para esses eventos políticos. Faltou gente e sobrou praça para todos.
É possível que os eleitores tenham percebido que há artificialismo demais no atual embate da elite política. Essa falta de naturalidade acomete os velhos e os novos, para os quais falta respeito aos partidos, às ideias antes defendidas e aos aliados de outrora hoje adversários. O troca-troca de alianças e de negociação de interesses desencanta os eleitores, que não veem na peleja qualquer vontade dos políticos de resolver os reais problemas do município. Os políticos que trocam de aliados e de apoiadores e fazem alianças por baixo do pano sem se constranger não perceberam que eles continuam os mesmos mas os eleitores mudaram, sobretudo depois das manifestações de junho.
Eleições estaduais e federais atraem bem menos atenção que as municipais, mas há sintomas de uma possível perda de força dos políticos tradicionais em Ibicaraí, revelando prováveis vestígios do que já ocorre na política nacional. E é o sinal de que 2016 será mais emocionante do que foi a eleição de 2012.
Essa hipótese pode ser confirmada ou pode cair por terra nas próximas semanas. Não com a participação de mais ibicaraienses nos comícios, porque atrair público com banda de música e encher de cabos eleitorais é fácil. A abertura das urnas em outubro é que poderá mostrar o provável novo mapa político local. Parece que algo se quebrou, está se quebrando. Por isso, as urnas nunca foram tão aguardadas. Até lá, a pobre e velha elite política de Ibicaraí roerá as unhas e sofrerá de ansiedade.
Na tabela, a votação nominal (direto em algum nome) em candidatos a deputado estadual por eleitores de Ibicaraí em 2010.
Fonte; Facebook do jornalista José Nilton Calazans.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.