LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

2 de julho de 2016

Alemanha elimina a Itália nos pênaltis e se garante na semi da Euro.


Empate por 1 a 1 no tempo normal e prorrogação com gol de Özil e vacilo de Boateng não acaba com jejum, mas garante alemães vivos. Duelo será contra França ou Islândia, na quinta-feira, em Marselha.
Os pênaltis definiram pela terceira vez uma classificação nesta Eurocopa. Neste caso, um especial confronto entre Neuer, o melhor goleiro da atualidade, e Buffon, o maior desta geração. O alemão foi melhor, defendeu dois (de Bonucci, que havia marcado anteriormente, e Darmian) e ajudou a colocar sua seleção na semifinal após empate por 1 a 1 em tempo normal e prorrogação - e 18 intermináveis cobranças. Özil anotou o gol dos campeões mundiais, levemente superiores com a bola rolando neste sábado, em Bordeaux.
Poderia ter sido um dia com menos emoções para a Alemanha. Após o gol de Özil e uma defesaça de Buffon em lance entre Gómez e Chiellini, Boateng inexplicavelmente subiu para dividir com Chiellini com os braços totalmente abertos, em lance semelhante ao do brasileiro Thiago Silva na Copa América de 2015 (veja aqui os memes). Bonucci, que nunca havia cobrado um pênalti no tempo normal, assumiu a responsabilidade e empatou.
A Itália melhorou, teve o seu momento, mas logo recuaria diante da dificuldade imposta pela pressão do time de Joachim Löw. Os alemães terminaram os 120 minutos com 11 finalizações, contra 7 dos italianos.
Nas penalidades, um lá e cá talvez sem precedentes na história da Eurocopa. A Itália perdeu com Zaza, que havia entrado no último minuto da prorrogação – ele chutou por cima. Logo depois, Müller cobrou mal e facilitou a vida de Buffon. Os italianos ficariam na frente com Özil carimbando a trave, mas Pellè e Bonucci impediriam a vitória nas cinco primeiros cobranças – Schweinsteiger também teve a oportunidade e jogou nas alturas. Nas alternadas, apenas Darmian desperdiçou (Neuer acertou o canto esquerdo). Buffon não teve a mesma sorte com Hector, e enfim houve um vencedor: 6 a 5 para a Alemanha.

 Fonte; globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.