LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

23 de julho de 2015

Wanderlei Silva ameaça provar que existem lutas compradas no UFC.



Em um caminho que não tem mais voltas, Wanderlei Silva chutou o balde de vez e acusou o UFC publicamente de ter em seu histórico casos de lutas compradas. E, de acordo com seu desabafo em mídias sociais, o curitibano teria provas de alguns casos.

Revoltado com a demissão do cutman Stitch Duran, Wanderlei criticou abertamente a decisão de cortar o carismático senhor responsável por cuidar dos cortes e sangramentos dos atletas nos intervalos dos rounds e se colocou mais uma vez em rota de colisão com o evento.

“Demitiram Stich por se posicionar contra esse roubo que está sendo feito contra os atletas. Aí pergunto, porque não me demitem? Já disse que não quero e não vou trabalhar mais pra esse evento, e não me demitem. […] Eles não têm respeito por ninguém. Já deixei bem claro pra vocês que não luto nunca mais e pra esse evento: UFCirco! Lutas compradas, e posso provar. Ainda não soltei a bomba. Não falei tudo o que sei”, bradou, desta vez citando, ao menos o nome do evento a que estava se referindo.

“Ou você faz o que eles mandam ou é demitido. Não desisto enquanto não liberarem os atletas. Esse promotor está acabando com nosso esporte, tem lutador voltando a trabalhar pra sustentar a família pois não consegue viver somente do esporte. […] Já tentaram me comprar, mas não estou e nunca estive a venda. Vou lutar até o fim para desmascarar esses promotores que estão iludindo o povo! […] Está virando WWE com lutas armadas!”, polemizou.


Sem lutar desde março de 2013, Wanderlei foi banido de competições esportivas nos EUA após se negar a fazer um exame antidoping surpresa, decisão esta que foi revogada este ano após recurso do lutador. Mais tarde, ele alegou que havia tomado um diurético (substância proibida), o que o levou a tomar a decisão. (Yahoo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.