CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE AGORA O APLICATIVO DA NOSSA WEB RÁDIO ABN.

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

5 de janeiro de 2015

Arqueólogos celebram descoberta de local onde Jesus Cristo teria sido julgado.


Cientistas alegam ter encontrado restos do palácio de Herodes, onde aconteceu condenação, segundo Novo Testamento.
JERUSALÉM - Arqueólogos dizem ter descoberto os restos do palácio do rei Herodes, em Jerusalém - e com ele o local onde aconteceu o julgamento de Jesus, conforme descrito no Novo Testamento. As pistas para o achado, que vêm gerando repercussão mundial, apareceram durante a escavação de na área de um prédio abandonado perto do Museu da Torre de David.

Para estudiosos, é quase certo que o julgamento ocorreu no complexo de Herodes. Ele estaria localizado no lado ocidental da cidade, onde está o museu e uma prisão da era Otomana. O suposto local do julgamento está abaixo dessa antiga prisão. O julgamento teria acontecido "perto de um portão e em um pavimento de pedra irregular", descreveu o jornal "Washington Post", e esses detalhes se encaixam com os achados arqueológicos anteriores perto da prisão.
"Obviamente, não há qualquer inscrição informando o que aconteceu aqui, mas tudo - relatos arqueológicos, históricos e evangélicos - recai sobre este lugar e faz sentido", disse o professor de arqueologia da Universidade da Carolina do Norte em Charlotte, Shimon Gibson, ao jornal.
Como trajeto percorrido pelos peregrinos cristãos que viajam a Jerusalém foi estabelecido há muito tempo, a descoberta pode mudar o caminho imediatamente. O Museu da Torre de David começou a elaborar planos para passeios ao redor do achado, e espera que isso se torne uma forte atração para os cristãos no futuro.
A escavação do local começou há 15 anos, como parte dos planos de expansão do museu. Enquanto os arqueólogos escavavam sob o antigo prédio abandonado ao lado do museu, encontraram os restos suspeitos do palácio.

Os restos foram descobertos sob uma prisão que foi usada quando a cidade era controlada pelos otomanos e britânicos. Os arqueólogos já sabiam, há algum tempo, que a prisão estava lá - mas não o que estava por baixo dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.