LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

20 de dezembro de 2014

Lenildo estoura ainda mais o gasto com pessoal e TCM aprova as contas.




Conselheiro indicado por Wagner e citado na Operação Lava Jato assinou o relatório de aprovação.
O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) aprovou as contas de 2013 da prefeitura Municipal de Ibicaraí, de responsabilidade do prefeito Lenildo Santana, mesmo com o aumento do percentual de gasto com pessoal. Segundo os cálculos do próprio relatório, a gestão aplicou 72,18% da receita líquida municipal com a folha de pessoal, superando em 18 pontos o limite de 54% definido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
Nos dois anos anteriores -- 2011 e 2012 -- as contas de Lenildo haviam sido reprovadas justamente por ter superado o percentual legal de gastos com pessoal, que tinham ficado em 58,4% em 2011 e 62,12% em 2012. Em 2009 e em 2010, as contas de Lenildo também haviam estourado, chegando a percentuais ainda maiores. Mas, agora em 2013, foi a primeira vez que o índice com pessoal superou os 70%.

O conselheiro que assinou o relatório que aprovou as contas de Lenildo em 2013 foi Mário Negromonte, que chegou ao cargo no TCM em maio de 2014, após indicação do governador Jaques Wagner.
Negromonte, que é ex-deputado federal pelo PP da Bahia, foi citado pela revista Veja em maio como um dos frequentadores do escritório do doleiro Alberto Yousseff, um dos presos na Operação Lava Jato. Mário Negromonte já negou o envolvimento com o doleiro.
Negromonte foi ministro das Cidades do governo Dilma Rousseff de janeiro de 2011 a fevereiro de 2012, e foi indicado para o TCM para que abrisse mão da vaga de vice do candidato do PT ao governo baiano, Rui Costa.
O gráfico mostra que, em cinco anos de governo, Lenildo nunca respeitou o limite de 54% da Lei de Responsabilidade, e que foi reprovado pelo TCM justamente nos anos em que gastou menos. Agora, que gastou mais, foi aprovado.
Fonte; Facebook do jornalista José Nilton Calazans

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.