CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE AGORA O APLICATIVO DA NOSSA WEB RÁDIO ABN.

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

18 de novembro de 2014

WHATSAPP VIRA ALVO DE CRACKERS.


O aplicativo Whatsapp se tornou um dos principais alvos de crackers (pessoas que quebram um sistema de segurança de forma ilegal ou sem ética) de smartphones, por conta do seu crescimento em número de usuários – segundo a própria empresa, são cerca de 25 milhões de novos adeptos por mês.
“Toda a ferramenta que é muito utilizada acaba chamando a atenção dos usuários maliciosos e não é diferente com o WhatsApp”, aponta o especialista em segurança da informação Rovercy de Oliveira, em entrevista ao site Uol.
Apesar da vulnerabilidade em relação aos invasores, os usuários podem adotar medidas para manter o Whatsapp longe de possíveis ataques. Confira algumas destacadas pelo especialista:
- Instale um antivírus e o mantenha atualizado: a medida permite que o celular fique protegido de invasões como vírus, vulnerabilidades no sistema e programas que executam anúncios sem permissão, entre outros;

– Apague as conversas periodicamente: além de eliminar o histórico das conversas pessoais, também é recomendado desabilitar a opção que salva fotos e vídeos automaticamente e evitar transmitir informações sigilosas pelo aplicativo;
- Não receba arquivos de desconhecidos: não baixe conteúdos de origem desconhecida nem propague mensagensque podem conter vírus;
- Tenha cuidado com os grupos: conteúdos compartilhados nos grupos podem estar infectados sem que os outros membros percebam. O ideal é evitar este tipo de compartilhamento;
- Não compartilhe imagens comprometedoras: não divulgue fotos íntimas no aplicativo, pois elas podem cair em mãos erradas ou servir de vingança por algum conhecido;
- Cuidado com as redes públicas de Wi-FI: evite utilizar estas redes, que oferecem riscos para o compartilhamento de informações pelos aplicativos e internet de modo geral;

- Bloqueie o smartphone: adote uma senha de acesso para se proteger das invasões que podem ser feitas de forma presencial.
Fonte; A Tarde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.