LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE

LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNETE
LIGMAX O SEU PROVEDOR DE INTERNET, DE IBICARAÍ PARA O MUNDO - AVENIDA SÃO VICENTE DE PAULA

CONHEÇA NOSSO SITE E OS NOSSOS SERVIÇOS AGORA, CLICK NA IMAGEM E VEJA.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

ESTÁ EM CASA, PENSOU EM PIZZA, LEMBROU PIZZARIA PRIMEIRA¨OPÇÃO.

VISITE A MULTESCRITA SOLUÇÕES EM CONTABILIDADE RUA 2 JULHO Nº 35 - 1º ANDAR

9 de julho de 2016

Caso Bianca Toledo: Juiz revoga prisão do pastor Felipe Heiderich, suspeito molestar enteado.


Pastor deve deixar a prisão a qualquer momento. Heiderich está proibido de se aproximar da esposa e do filho de 5 anos. Bianca Toledo classificou decisão de Justiça como “loucura sem nexo”.
| Extra
Leandro Meuser, advogado de Felipe Heiderich, marido de Bianca Toledo, afirmou ao EGO na tarde desta sexta-feira, 8, que a Justiça revogou a prisão do pastor.
Heiderich está detido no Complexo Penitenciário de Gericinó, no bairro de Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, após acusações de abuso sexual. “Acaba de ser revogada. Agora tem todo um procedimento burocrático, mas ele deve sair da prisão entre esta sexta-feira e sábado”, contou Leandro. O advogado, que havia afirmado mais cedo que Felipe estava triste, mas tranquilo, contou que o pastor ainda não recebeu a notícia. Agora, ele responderá o processo em liberdade sobre a acusação de ter abusado sexualmente do filho de 5 anos de Bianca.
“Agora ele não pode fazer nada que atrapalhe o andamento do processo. Tem algumas medidas restritivas, como não sair da cidade e entregar passaporte, que até já entreguei”, contou o advogado.


Sobre alguma medida restritiva contra aproximação de Bianca, Leandro afirmou que também existe. “É algo sobre 250 metros, mas a vontade dele é essa mesmo, de ficar bem reservado”. Leandro considera uma vitória ter a prisão de Felipe revogada e ainda afirma: “Existe muita coisa ainda para vir à tona”.

Bianca Toledo chama decisão de “loucura”

A pastora Bianca Toledo classificou como “sem nexo” a decisão da Justiça de conceder liberdade ao seu marido, o também pastor Felipe Garcia Heiderich, preso desde a última terça-feira por suspeita de abuso contra o filho da religiosa, de 5 anos. Segundo o advogado de Felipe, Leandro Meuser, a medida ocorreu na tarde desta sexta-feira, atendendo a uma solitação da defesa e também do Ministério Público do Rio (MP-RJ), uma vez que a conclusão do inquérito pela Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), na véspera, suspenderia a necessidade da prisão temporária. “É uma loucura a Justiça desse país. Estou conversando com os meus advogados. Minha única preocupação é com a minha segurança e a segurança do meu filho”, desabafou Bianca ao EXTRA, com a voz fraca, sem estender-se no assunto.

O crime

Conhecida no meio evangélico por relatos de seu testemunho após quase morrer, a pastora Bianca Toledo fez um desabafo em redes sociais contando que descobriu que o marido é homossexual e ainda afirmando que ele estava “acautelado por crime de pedofilia”. Bianca contou que o marido, que também é pastor, confessou as acusações, tentou suicídio e que foi avaliado em uma clínica psiquiátrica.


No dia seguinte ao desabafo, a Polícia Civil confirmou que a prisão do marido da pastora e ex-cantora Bianca Toledo, o pastor Felipe Garcia Heiderich, aconteceu por causa de um suposto estupro ao filho de cinco anos de idade da religiosa, fruto de seu primeiro casamento. E mais: segundo a titular da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), Cristiana Bento, o crime teria sido cometido no interior da residência da casa dela com Heiderich, localizada no bairro do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Em nota enviada ao EGO, a polícia informou que a pastora Bianca foi à delegacia no dia 22 de junho denunciar o suposto crime. Na ocasião, a delegada Cristiana Bento representou pela prisão temporária do autor que foi, inicialmente, decretada pela Justiça pelo prazo de 30 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, mas lembre-se que este blog é acessado por famílias, mulheres, e pessoas de bem.